Rádio Central Angico - Ba: A desvalorização de Adriano em 12 anos

sexta-feira, 30 de março de 2012

A desvalorização de Adriano em 12 anos

Chegada à Itália (© AP)
 
Adriano foi revelado pelo Flamengo em 2000. Mas não demorou muito para ser vendido. Por € 7 milhões, o atacante se transferiu para a Inter de Milão em uma negociação que trouxe Vampeta para a Gávea. Na próximas páginas, será possível ver como foi a desvalorização do jogador em 12 anos. Segundo relatório divulgado pela Pluri Consultoria, o valor de mercado do centroavante caiu cerca de 95% entre 2006 e 2012. E, hoje, o único clube capaz de recuperá-lo é o Flamengo. Confira, então, como ficou o valor de mercado de Adriano a cada ano.
Revelação rubro-negra (© Reuters)
Adriano chegou jovem demais à Inter de Milão e, por isso, foi emprestado para a Fiorentina. Na volta, o clube de Milão fez uma parceria com o Parma, onde o centroavante teve sucesso. Não ganhou títulos, mas já começou a demonstrar potencial. Foram 26 gols em 44 partidas, o que elevou o valor do atleta para € 15 milhões.
No meio de 2003, Adriano voltou para a Inter, onde manteve o bom desempenho, apesar de ainda não ser considerado titular absoluto. O atacante, contudo, já estava avaliado em € 19 milhões.
Em 2004, Adriano começou a mostrar seu talento no futebol internacional. Destacou-se na Inter de Milão e na seleção brasileira e já estava valendo € 28 milhões.
Adriano teve em 2005 um dos melhores anos na carreira. Como titular absoluto da Inter de Milão, desandou a fazer gols e ainda era um dos principais nomes da seleção brasileiro. Manteve-se com valor de € 28 milhões.
Adriano viveu seu melhor momento em 2006. Era titular da seleção brasileira e considerado peça-chave da Inter de Milão. Estava valendo € 31 milhões por causa de seu faro de goleador e logo depois de conquistar seu primeiro título italiano.
Adriano viveu uma temporada ruim depois do fracasso da Copa do Mundo. E muito disso se deve ao abalo que sofreu após a morte de seu pai. Com isso, seu valor de mercado caiu para € 22 milhões.
Revelação rubro-negra (© Reuters)Adriano já tinha ido para o banco de reservas da Inter de Milão. E a solução para tentar reanimá-lo foi a volta ao Brasil. O São Paulo apareceu como interessado, e ele chegou ao Morumbi com valor de mercado de € 14 milhões. No São Paulo, fez sucesso, com gols, mas não conquistou nenhum título.
Adriano voltou à Inter de Milão valendo € 15 milhões graças à recuperação que teve no São Paulo. Mas na Itália, voltou a ter uma recaída. Sumiu e, quando apareceu, decidiu se aposentar. Acabou tendo o contrato rescindido e, dias depois, acertou com o Flamengo. Por tantas reviravoltas, teve nova queda em seu valor para € 11 milhões.
Nem o título brasileiro pelo Flamengo fez Adriano ser valorizado. E tudo isso porque, em 2010, ele não viveu bom ano. O primeiro semestre foi repleto de fracassos e confusões na Gávea e, no segundo semestre, assinou contrato com a Roma, já avaliado em € 9 milhões.
Chegada à Itália (© AP)
Adriano tentou a sorte no Corinthians e já chegou avaliado em € 3 milhões depois das confusões em que se envolveu na capital italiana. Sofreu lesões, não marcou nenhum gol e ainda não levou a sério um tratamento médico. Com isso, teve o contrato rescindido.
Menos de um ano após acertar com o Corinthians, Adriano teve o contrato rescindido e seu valor chegou a € 1,5 milhão, o que representa desvalorização de 95% em relação ao seu ápice. Nesse período, ele marcou apenas dois gols e ficou mais tempo no departamento médico e fora de forma física.



Nenhum comentário:

Postar um comentário